Grifes e Signos

 

Vocês sabiam que existem certas grifes que combinam melhor com seu signo?

Então... nem eu!

 

Pois bem, eu que sou taurina. Eu não sei se esse negócio de astrologia funciona, tenho minhas ressalvas, mas me encaixo em algumas características deste signo zoodical. Resumindo, eu gosto muito de trabalhar, de ganhar dinheiro e de gastá-lo com coisas boas. Gosto de comer bem, sou preguiçosa, perfeccionista, fiel até dizer basta, ciumenta – apesar de negar veemente, teimosa feito uma mula e beijo muito bem.

 

Mas o assunto são as grifes né?!

Segundo Christian Pior, aquele mesmo do Pânico na TV e um apaixonado por astrologia, um taurino deve sempre vestir:

Fendi, Louis Vuitton, Channel, Cartier e Valentino. Marcas Nacionais: VR, Richards, Carmim, Cori, Carlos Miele e Isabela Capeto.

 

Entre outras pérolas, Pior diz:

“Touro ama prazeres:

Sexo, comida e dinheiro.

Um taurino sem sexo, fica amargo.

Um taurino sem dinheiro fica mal humorado.

E um taurinos sem janta, quebra a casa toda.”

 

Se você quiser conferir, qual grife melhor combina com seu signo ou mesmo dá boas risadas, esse é o link do blog de Christian Pior:

 http://www4.virgula.com.br/blog/ovulando

:: Postado por Rosa Moura às 00h12
::
:: Enviar esta mensagem

Execute!

 

No último dia 26 de abril, foi ao ar na ABC, dos Estados Unidos, o nono de treze episódios da 4ª temporada da telesérie Lost.

Lost sem dúvida vai figurar para sempre entre as 10 melhores séries de todos os tempos – ainda será assim quando a humanidade chegar aos anos 3 mil.

Lembro-me bem do dia em que assisti ao episódio piloto na Globo, logo após o Fantástico. Foi uma coisa totalmente por acaso. Já havia ouvido falar da série, sensação principalmente na Internet, onde os internautas a baixavam em seus computadores, em uma linguagem chamada “Torrent” e algumas almas muito caridosas, disponibilizavam as legendas dos episódios mais tarde. Coisa que na época era a última geração.

Hoje, isso é mais que comum, entretanto, ainda acho os legenders pessoas extremamente caridosas :P. Tudo bem que tem o lace dos egos, competição e fama virtual por trás disso tudo. Mesmo assim, passar a madrugadas legendando (de graça) não é tarefa fácil.

Voltando a Lost... sabia que a série tratava de pessoas que haviam caído em uma ilha deserta após um acidente de avião, e que essa ilha era recheada de mistérios, como por exemplo um monstro que fazia barulhos metálicos e arrancava árvores. Isso não despertou meu interesse, mas como disse, por pura falta do que fazer, assisti ao episódio piloto. Dois anos e mais de 60 episódios depois, sinto falta da época na qual uma das minhas maiores dúvidas, era saber como um urso polar foi parar em uma ilha tropical no meio do nada.

A trama se tornou algo tão complexo que um personagem que só veio aparecer no final da segunda temporada - Benjamin Linus – é hoje, ao meu ver, o personagem mais importante da série, pois, é ele que vem dando seqüência a enorme contextura que se formou dentro da série.

Devido à greve dos roteiristas, depois de 4 semanas de intervalo, Lost retornou a seqüência da atual temporada, com o episódio "The Shape of Things to Come" (“A forma como as coisas chegam”) para atingir um patamar de qualidade difícil de se alcançar por outra série.

São mistérios, romances, referencias cientificas e religiosas, rostos bonitos, personagem cativantes, aventura, violência, originalidade – coisa rara hoje em dia - roteiros bem escritos, uma boa direção e uma grande, grande mesmo, estratégia de marketing. Faça tudo isso com perfeição e bata no liquidificador. Acho que é essa é a receita de Lost. Depois pegue Peter Pitrelli, Jack Bouer e Clark Kent e jogue no lixo.  

:: Postado por Rosa Moura às 00h12
::
:: Enviar esta mensagem

Voltei, pelo menos por enquanto

 

ÊEEE

\o/ \o/ \o/

Então, para felicidade geral da nação, diga ao povo que eu voltarei a escrever aqui.

 *não, ninguém vai ficar feliz, pois eu não tenho leitores*

 


Voltando a programação normal, que é conversar potoca

 

Odeio mouses ópticos, eles empacam feito burros, só funcionam com mouse pad, e quando está úmido eles empacam ao dobro. Muito melhores são os mouses com bolinhas que sempre juntam sujeira e quebram fácil.

Ok?! Estou sendo irônica... nenhuma das opções são satisfatórias, mas prefiro os com as bolinhas. Eles fluem melhor apesar de terem uma vida útil menor.

 


Dica

 

O orkut – o sempre beta - está com algumas opções novas.  Por exemplo: você pode incluir músicas e vídeos ao perfil, fazer brincadeiras com as fotos de seus amigos, incluir horóscopo no seu perfil, entre outras coisinhas. Você ainda não tinha notado???!!!

Calma, calma, não fique afoito! As novas opções ainda estão em fase de teste, por enquanto, apenas os usuários da Estônia têm esses privilégios. Buttt, se você não consegue esperar até a atualização chegar a todos os membros, basta mudar seu país de origem para Estônia. Como as novas opções ainda estão em fase de adaptação, nem sempre funciona. Enjoy!

 

Para saber mais:

http://blog.orkut.com/

 

 

:: Postado por Rosa Moura às 22h49
::
:: Enviar esta mensagem

Diabos são anjos caídos

 

 

 

 

Tem uma site numerológico que diz quanto de bom e ruim tem no seu blog. A página da web avaliando as palavras que você escreve. Nesse mesmo site, você também pode colocar um texto e pedir uma avaliação. Eu coloquei o nome pelo qual gosto de ser chamada, assino meus textos e todo mundo me conhece - Rosa Moura - e olhem o resultado: 74% ervil 26% good.

Ok pessoas, Eu sou barra pesada, by hell!

Já no meu nome de cartório – que eu não gosto nem um pouco - que é Rosangela Moura (sem acento mesmo, porque a mulherzinha esqueceu), eu sou 1% ervil e 99% good – uma Santa.

Quando perguntam o meu nome, eu não quero falar, brinco, dizendo que sou um tipo de flor que vive no céu.

 

Segue o site, verdade não é, mas pelo menos é divertido: http://homokaasu.org/gematriculator/

 

:: Postado por Rosa Moura às 00h07
::
:: Enviar esta mensagem

Uma outra potoca

 

Conversando potoca é uma expressão um tanto quanto antiga. Ouvia muito da minha mãe quando era criança. Conversar potoca significa: falar besteira, tratar de amenidades, dizer bobagens, conversar brebote.

Esse deve ser o 100º blog que eu crio, inclusive com este mesmo nome, e provavelmente será mais um a ser deletado. Porém, diferente dos outros, esse não irá tratar do meu dia-a-dia, nem muito menos dos meus problemas e da minha vida amorosa. Eu cresci!  (muito não Dona Rosa, rssss)

Será sobre coisas que gosto e da maneira que enxergo o que me rodeia. Muito do que vocês irão ler aqui pode não ser verdade, ou mesmo, uma junção de ficção e realidade. Cabe a você, meu futuro leitor, decidir.

 

Espero que gostem!

 

:: Postado por Rosa Moura às 21h08
::
:: Enviar esta mensagem

Meu Humor

Links

:: UOL - O melhor conteúdo
:: BOL - E-mail grátis

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

25/05/2008 a 31/05/2008

27/04/2008 a 03/05/2008

06/04/2008 a 12/04/2008

02/09/2007 a 08/09/2007

26/08/2007 a 01/09/2007

Visitas

Créditos

Layout por

..:: Carmem Design ::..
Todos os direitos reservados ©

..::     Carmem Design  ::..